A frequência 13:20 e o Calendário de 13 luas.

O Sincronário Maya é uma forma de sincronizar-se ao fluxo universal do tempo, como já disse no post anterior. Paro os antigos Mayas que eram de uma civilização muito matemática, o tempo é algo que se expressa ciclicamente em forma de espiral, com diferença de nós que vemos o tempo de forma puramente linear, pensando em um passado, presente e futuro.

WhatsApp Image 2017-12-18 at 23.59.25.jpeg

O ano Maya começa em 16 de julho de cada ano e vai até 24 de julho do próximo ano gregoriano. Este ano se divide em 13 luas e os meses são de 28 dias cada. Vocês pensaram: Sobra um dia livre? Sim, o dia 25 de julho é chamado ‘’Dia fora do tempo’’, onde se dedica a festa do fim de um ciclo e o começo de outro novo ciclo, nesse dia se deixa tempo para recreação do Ser e para Arte. Então, para se fazer um gráfico 13 luas X 28 dias = 364 dias + 1 dia livre fora do tempo.

Desta forma começamos a sincronizarmos em uma ordem lunar armonica, onde cada lua tem a mesma quantidade de dias, em comparação ao ano gregoriano que tem meses dessincronizados de 28, 30 e 31 dias, gerando um nível inconsciente de desiquilíbrio dos ciclos naturais do ser humano.

Explico um pouco sobre a frequência 13:20 e a frequência 12:60.

Cada lua têm Tonos Galácticos, que tem a intenção de trabalho de cada mês. Assim podemos explicar as frequências com base nos tonos e seus significados. O número 12 no Calendário representa para os Mayas o dar e cooperar com o próximo, e o 6 o número associado ao mundo material.  A frequência 12:60, dizia José Arguelles (decodificador dos grifos Mayas contemporâneo), faz alusão aos 12 meses do ano gregoriano e aos 60 minutos que compõem cada hora do dia, interpretando com a frequência de dar nosso tempo em troca do dinheiro, é uma frequência de ‘’ter’’ geradora de desiquilíbrio e materialismo.

Em diferença a frequência 13:20, onde ‘’o tempo é arte’’, é uma frequência que move o espirito, a frequência do tempo em espiral. O número 13 paro os Mayas representa transcendência, indo um passo adiante: com o número 13 nós Somos, transcendemos. O número 13 é sagrado, são 13 tonos galácticos que intencionam as 13 luas ano, o giro completo do Sol a Terra junto aos 13 giros de lua ao redor dela. O 20 faz referencia aos Selos Solares, que são frequências solares preciosas para os Mayas, é dizer, os rayos emitidos do centro da Galáxia  e transmitido a nós até a Terra por nosso pai Sol. Assim como os tonos galácticos expressam os giros lunares, os selos solares expressam os raios emitidos pelo sol. Podemos dizer que a frequência 13:20 é uma forma de equilibrar e sincronizar a energia feminina (lua) e a energia masculina (sol)

Estes selos dispostos em 20 filas e localizados em 13 colunas formam a matriz sagrada do tempo, denominada Tzolkin, no Sincronário Sagrado dos Mayas, o qual explicarei melhor em meu próximo post.

Clique aqui para ler em espanhol.   –   Clic aquí para leer en español.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s