Lua de sangue, plante a sua lua.

Se permita revolucionar o seu ser feminino, a reconexão com seu sagrado.

 

O que tem menstruação a ver com a Lua? O que tem a vida a ver com a Lua? Tuuuuudooo!

”Rainha do sol, leonina Lua de sangue, bruxa do ciclo vermelho. Eclipse lunar, planta lua e domina águas profundas. Hoje, com todo seu esplendor se fez cheia”. – @mirellarruda

 

Hoje compartilho outras fontes, além de tudo que sei, tudo que re-aprendi, toda sabedoria ancestral que resgatei.

 

Conceitos básicos: 

Primeiro: Lua de Sangue, eu como não sou nenhuma especialista, vou colocar aqui pra entenderem melhor do que se trata no ponto de vista cientifico.

E aqui no ponto de vista Astrológico visto ao decorrer do ano astrológico também.

Penso que nada melhor do que uma Lua com o nome de sangue para começarmos a Plantar nossa Lua, mas o que é isso? É devolver nosso sangue para natureza.

Repensar a reconexão com a força da terra, com a Pachamama, Deusa Mãe Terra.  Com o amor a natureza, a pensar que o Sangue é sagrado e fértil, que ele enriquece o solo. A pensar além do pré-conceito que julga como ”nojento”  algo que é natural nosso, que é poder feminino.

Explicação da Danza Medicina, recomendo para entenderem melhor assistirem o vídeo.

 

Aproveitar essa linda lua, Deusa Ártemis, energia feminina, Yin, intuição, mistérios, silêncio e reflexão.

 

Noite iluminada com a Lua de Cheia,

Aqui onde não podemos visualizar a de Sangue e sim confiar que em todas as suas cores exibirá sua beleza. Convido todas as mulheres que estão menstruadas no momento a Plantar a sua Lua.

 

O que é Plantar Lua? Acesse aqui.

 

Que nesse ritual de devolver o sangue a terra, dediquem mais amor a natureza, caminhe sobre a terra, lembrando que ao Plantar sua Lua não está a descartar um absorvente químico e tóxico que demora anos para se decompor.

 

Que ao plantarmos Lua, entendemos que somos fases como ela, e assim compartilho um texto meu:

Ilustracao@mirellarruda

 

Segundo as fases da Lua, eu Lua.

Eu, Minguante, me permiti a minha destruição, fui ao meu limite, extravasei, enlouqueci, falei sem parar, sem pensar, gritei sem cautela, adoeci, bronquite, quase morri mas já era Lua Nova.

Eu, novamente, Lua re-NOVA-da. Pisando com um pouco de medo, aquela insegurança, o silêncio. Mas acima de tudo FÉ. Que toda a renovação seria para o melhor, para crescer.

Lua Crescente, cortei os cabelos, cortei os velhos propósitos para crescer com mais força, curei as velhas feridas e fui buscar o melhor da nova fase, novas pessoas, novas aprendizagens, novas oportunidades. Um crescente brilho, que me enchia de alegria.

Lua Cheia, transbordei, eu já era tudo o que busquei ser, brilhei, venci tudo o que me tinha proposto. Descobri que o sonho não era ser Cheia, e sim ser todas, aproveitar todas as minhas fases porque logo depois, eu já seria Minguante, não outra vez, porque todo momento é único e deve ser progressivo.

Me fiz lua, colhi meu sangue e o plantei novamente, para fortalecer meu solo, minha casa, meu corpo e me permitir viver ciclicamente.

Gratidão, nós aqui no hemisfério Sul não podemos ver a Lua de Sangue, mas teremos uma linda Lua Cheia 2x no mesmo mês para contemplarmos. Olhe para o céu!

 

Trilha Sonora: DanzaMedicina e Pulsar

 

Anúncios

Categorias:EspiritualidadeTags:, , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s