A Ira – Os Quatro Gigantes da Alma – 2

Fiquei pensando sobre a ira e acabei passando por momentos irados nesta ultima semana. Eu acabei me deixando levar pelo meu Ego. Ele travou uma batalha e eu perdi. Aconteceram situações em minha vida que eu encarei com muita sabedoria e amor. Eu só dei amor à uma amiga que só me xingava e me ofendia, ela se ofender com a frase “o que não pode é não poder” que eu disse à ela em tom seco e de autoridade. A minha comunicação está sendo realinhada e as vezes sim, há ruídos como há ruídos em muitas instâncias de nossas vidas e assim podemos aprender com elas. Sempre acolhendo, compreendendo, amando e transmutando.

O meu ego se cansou. Dois meses sendo massacrado e sendo humilhado e eu só dando amor, ele não resistiu e me dominou. Eu não xinguei, não ofendi, mas eu disse palavras tão duras e pintei um quadro futuro extremamente irreal, coloquei mais medo no coraçãozinho dela e assim consegui com que nós estivéssemos mais afastadas que antes. O que ganhei com isso? TUDO!

Eu aprendi que não existe você destruir e acabar com o Ego. Ele é uma ferramenta que dispomos assim como nosso intestino ou nossos dentes. Não podemos nos desfazer dele. Temos que cuidar, amar, acolher, perdoar e estar muito bem com ele para que ele esteja sempre à nosso serviço e não o contrário. Não foi uma atitude que eu me orgulho, apesar de termos que ter orgulho de toda a nossa jornada, mas eu ainda estou lidando com isso. Eu não quero mais viver neste estado de guerra e competição que vivemos e o drama é o artifício principal nos campos de batalha. A Deus Ártemis que vive dentro de mim aposentou o arco e flecha e agora ela se tornou a Grande Matriarca Gayá.

Ancorando o entendimento

Eu entendi muita coisa e uma delas é que o meu orgulho em não respeitar o espaço dela e ficar insistindo com mensagens de amor e tentativas de conversar sentindo dentro do meu coração claramente que não estava sendo bem recebida e claro, sabendo que ela estava me usando de bode expiatório para descontar todas as frustrações da vida dela em mim, mesmo assim eu me coloquei em serviço, mas me caiu na mesma experiência da lenda da Deusa-Mãe Kuan Yin. Quando Kuan Yin se ofereceu para queimar e curar os karmas “negativos” do pai, ela negou à ele que ele curasse ele mesmo o karma dele em dimensões extremamente densas e com muita dor. Quando ela se ofereceu sem nem ao menos perguntar para o pai se ele queria que ela fosse no lugar dele, ela acabou tomando para si uma responsabilidade que não é dela e sendo assim o perdão do pai se tornou cada vez mais distante.

Quando entendemos a trama traçada bem na frente dos nossos olhos, podemos entender que sempre há uma razão muito maior e muito mais poderosa dentro de nós mesmos que eu a nossa escolha por ter passado por tudo o que passamos foi de extrema importância para que aprendêssemos rápido e eficientemente.

Me-di-ta-ção! Sem ela eu nunca teria conseguido entender o que realmente aconteceu. Eu estou grávida e mesmo assim o meu cérebro/Ego me condenam com as energias poderosas da TPM, ora fico mais emotiva, ora fico mais estressada/irritadiça e ela veio em “bom momento” para o meu Ego e com isso o circo pegou fogo, os leões estavam famintos e o meu arco e flecha se fizeram presente, a maquiagem da guerreira estava em minha face e a minha arrogância destrutiva estava preparada para entrar no campo de batalha. Eu não meditei muito essa semana, não em dias, eu consegui meditar, mas eu não conseguia me concentrar de fato e isso fez parte do processo de entendimento do que o Ego ainda me domina e eu não preciso guerrear com ele, não preciso guerrear com ninguém além de mim mesma e de forma amorosa.

 

A sabedoria está intrínseca dentro de nós. Ela é a gente em essência, não precisamos mais guerrear belicamente falando, o que precisamos é estar em um campo de batalha cujo maior beneficiário somos nós mesmos e consequentemente com os outros. Deixo abaixo uma palestra sobre orgulho do Arly Cravo. Sigamos em frente e deixemos as pessoas seguirem os destinos e as escolhas delas. Não façamos parte deste circo pegando fogo, sejamos a floresta em harmonia e não a floresta sendo desmatada.

 

 

Todos os nossos erros são os nossos futuros acertos, nunca se esqueçam disso.

Gratidão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s